MORRE A MINHA TIA LIÔ MEIRA MIGUEL, MÃE DA DELEGADA MÁRCIA, DAS PROFESSORAS RITINHA, JACY, LILI, ONORICA, QUITÉRIA

  • MÃE DE ANTÔNIO VICENTE, JÁDSON, JACKSON, MARCELO E JEAN

 

Foto álbum de família

Leolina Meira Miguel, dona Liô.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Fim de noite dessa segunda-feira, dia 19 de julho, a educadora janaubense Leolina Meira Miguel finaliza a sua missão presencial. Aos 84 anos, dona Liô, como é mais conhecida, não resistiu ao infarto e faleceu. Ela se encontrava em casa quando passou mal e foi levada ao pronto socorro nesta cidade.

Mineira de Riacho dos Machados, onde nasceu em 8 de setembro de 1936, Liô Meira veio para Janaúba quando aqui se chamava Gameleira, povoado. Filha do casal Vicente Meira e Onorica Gomes Meira, a menina Leolina chegou em solo gorutubano ainda criança e permaneceu em Janaúba até essa segunda-feira. Mais de 76 anos vividos nesta cidade onde constituiu família e criou os filhos.

Foto Oliveira Júnior


Leolina Meira Miguel, dona Liô: Homenagem Dia da Mulher.

Leolina foi casada com José Miguel Sobrinho (falecido) com quem teve os filhos Antônio Vicente, Jackson, Jadson, Marcelo, Jean Heberth, as professoras Quitéria, Onorica, Rita de Cássia, Jacy, Márcia (Delegada de Polícia), José Miguel Filho (falecido) e Renata (falecida). Leolina ainda dedicou o afeto materno e os ensinamentos para Priscila e Lilian, filhas que também criou.

No início da madrugada de hoje, terça-feira, fui informado do passamento de Leolina Miguel Meira, a minha tia Liô – irmã da minha mãe Vilda Meira Martins, já falecida. “Janaúba é minha. Falo isso com muito orgulho. Não quero mudar desse lugar”, declarou dona Liô em 9 de maio de 2014 quando foi homenageada pela Câmara Municipal de Janaúba em alusão ao Dia da Mulher. Ela também é cidadã honorária de Janaúba, honraria essa lhe concedida em 19 de agosto de 2011.

Foto álbum de família

Leolina Meira Miguel, dona Liô: Mãe Destaque.

Leolina ou dona Liô foi professora no distrito de Barreiro da Raiz e na cidade de Janaúba. Ela parou de lecionar para dedicar-se à família que constituiu com o saudoso ferroviário José Miguel Sobrinho. A arte de retransmitir o aprendizado que Leolina muito bem aplicou foi repassada aos filhos. Mesmo com dificuldade, mas com carinho e dedicação, Liô e o esposo José Miguel se empenharam no sentido de que os filhos tivessem o conhecimento. Seguindo os passos da mãe, a família Meira Miguel tem importante contribuição no Ensino em Janaúba e região.

Foto álbum de família

Leolina Meira Miguel, dona Liô, e o sobrinho Oliveira Júnior, Jornalista: Título de Cidadania Honorária de Janaúba concedido à dona Liô. 

Dona Liô Meira Miguel não se limitou a ser mestre, mas tornou os filhos e filhas grandes educadores, multiplicando assim o conhecimento e atuando na formação e organização da sociedade. A menina do Riacho dos Machados, juntamente com a família, não somente ultrapassou os morros e estrada para chegar ao solo gorutubano, assim como instituiu o exemplo de mulher e mãe. Com garra, força e perseverança ela seguiu em frente no propósito de educar os filhos e fortalecer o valor familiar. Um dos momentos marcantes da janaubense Liô era a reunião familiar – filhos, netos, bisnetos – em várias ocasiões ao longo de cada ano.

Leolina finaliza a sua atuação presencial com uma história de vida que é uma inspiração. Dos 76 anos vividos em Janaúba, dona Liô estabeleceu residência na avenida Brasil, centro desta cidade, há 59 anos. Ao ser agraciada com a homenagem pelo Dia da Mulher, sete anos atrás, Leolina mencionou em tom de brincadeira que a avenida Brasil, em Janaúba, seria dela pelo tempo em morar no mesmo local.

Agora, nos despedimos presencialmente da tia Liô. Mas, em nossa memória inúmeros momentos de alegria e ensinamento que ela nos transmitiu. Nossa eterna gratidão à tia Liô, ao tio José Miguel e aos primos por inúmeras vezes nos acolher em momentos de amargura e de alegria.

Leolina Meira Miguel era filha de Onorica Gomes e Vicente Meira, ambos já falecidos, e irmã de Vilson Meira, Jesuína (Zuina) Meira, Orminda (Cici) Meira, Vilda Meira, Manoel Meira (Nezim), Maria Meira e Otoni de Paula Meira (Totone). Com exceção de Vilson Meira, todos já falecidos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID