“VIVI, NA CONDIÇÃO DE PREFEITO, SOUBE REPRESENTAR O MUNICÍPIO DE JANAÚBA NO ESTADO E NO PAÍS”, DIZ JOSÉ APARECIDO, PREFEITO DE JANAÚBA: VÍDEO

 




Foi sepultado na tarde desse sábado, dia 3 de abril, no cemitério da Saudade, nesta cidade, o corpo do ex-prefeito de Janaúba, Wildemar Maximino da Cruz, o Vivi. Aos 84 anos, ele faleceu na sexta-feira. Vivi foi prefeito por três mandatos em períodos distintos. É o gestor com mais tempo e mandatos na administração de Janaúba.

Foram 12 anos distribuídos em tempos de duração diferentes. Inicialmente, governo Janaúba por dois anos – de 31 de janeiro de 1971 a 31 de janeiro de 1973 – no chamado mandato tampão com o intuito de igualar a eleição municipal com a eleição estadual. Depois, em 1976 foi eleito e retornou à prefeitura para o mandato de seis anos: de 1977 a 1982. E, por fim, o terceiro mandato foi de quatro anos: 1º de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2000.  

O cortejo fúnebre passou em parte da cidade e parou em frente à Prefeitura. No carro da funerária estavam dois caixões: o do ex-prefeito Vivi Cruz e do seu filho, Wildemar Maximino da Cruz Júnior, o Dema, que faleceu poucos minutos após a confirmação da morte do pai. Eles estavam hospitalizados na cidade de Montes Claros.

O prefeito José Aparecido Mendes enalteceu a atuação de Wildemar Cruz na gestão pública e na também na contribuição com o desenvolvimento de Janaúba e região. “Ele soube como ninguém representar o nosso município no Estado e no País e trabalhar pelo povo gorutubano”, declarou o prefeito José Aparecido.

Durante a homenagem póstuma em frente à sede administrativa da prefeitura, obra iniciada e praticamente concluída na terceira gestão de Vivi, a temperatura média era de 30 graus centígrados. Mesmo com a predominância do calor e dos raios solares, houve uma chuva fina rápida entre o pronunciamento do prefeito e a benção realizada pelo Padre Henrique Alves Oliveira Filho.

Pai e filho foram sepultados no túmulo da família. Durante o sepultamento, com céu claro a parcialmente nublado e predominância do sol, foi perceptível ouvir o barulho de trovão em momentos diferentes coincidindo com o momento em que cada caixão era encaminhado ao túmulo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID