SEM APOIO, MORADORES DORMEM NO CHÃO E PASSAM A NOITE E MADRUGADA EM JANAÚBA EM BUSCA DO AUXÍLIO EMERGENCIAL, HÁ VÁRIOS DIAS: E SEM ACESSO AO BANHEIRO

  • Há mais de um mês o jornalista Oliveira Júnior sugeriu que o poder público e a iniciativa privada disponibilizassem cadeiras, tendas e bebedouro com água potável para aliviar o sofrimento das pessoas que enfrentam as filas em agências bancárias 
Imagem Oliveira Júnior
Sem banheiro e apoio, moradores dormem no chão e passam a noite e madrugada em Janaúba para tentar receber o auxílio emergencial.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Com temperatura mínima entre 15 e 16 graus centígrados, dezenas de pessoas passaram a noite dessa terça-feira, dia 5 de maio, e a madrugada de hoje, dia 6, em fila para atendimento na agência da Caixa Econômica Federal (CEF) de Janaúba com a intenção de obter o auxílio emergencial liberado pelo governo para conter a pandemia da Covid-19.
Várias pessoas dormiam no chão. Outras ficaram em pé ou sentavam na calçada. O pior é que sem condições de acesso ao banheiro para as necessidades fisiológicas. Essa triste realidade foi constatada pelo site do jornalista Oliveira Júnior na madrugada desta quarta-feira, dia 6 de maio. A formação da fila teve início no começo da noite de ontem, terça-feira, quando algumas pessoas já marcavam presença para ser atendidas provavelmente a partir das 8h da manhã de hoje. Na madrugada de ontem a menor temperatura foi de 14,4 graus.

No dia 3 de abril, ou seja, há mais de um mês, o jornalista Oliveira Júnior sugeriu a destinação de cadeiras, bebedouro com água potável e tenda para proteger as pessoas em filas das agências bancárias do sol.

Com máscaras no rosto atendendo as recomendações do sistema de saúde, as pessoas estão na fila na esperança de conseguirem a ajuda financeira. O dilema para enfrentar a fila já dura por vários dias. Na madrugada da terça-feira da semana passada o site do jornalista Oliveira Júnior teria constatada a formação de filas de moradores dormindo na fila que iniciava na porta da agência da Caixa Econômica em direção até a esquina com a igreja Batista, seguia para a rua São João da Ponte e até a esquina com a rua Virgílio de Melo Franco, quase que contornando o quarteirão da agência da Caixa.
Há mais de um mês o site do jornalista Oliveira Júnior (na página do jornalista no Facebook) sugeriu que o poder público e a iniciativa privada disponibilizassem cadeiras, tendas e bebedouro com água potável para aliviar o sofrimento das pessoas, principalmente aposentados, que enfrentam as filas em agências bancárias. Isso foi no dia 3 de abril referente às dezenas de pessoas na fila, na maior parte diante do sol, para serem atendidas na agência do banco Itaú.



Na manhã desta quarta-feira, dia 6, as pessoas que estavam na fila foram acomodadas nas dependências do CEC com acesso a cadeiras, água e banheiros, e ainda apoio de funcionários da Caixa Econômica, com atendimento de acordo com o posicionamento na fila iniciada na noite de ontem na calçada de acesso à agência da calçada.

Diante desse sofrimento das pessoas que passam a noite, madrugada e durante o dia fila na tentativa de receber o auxílio emergencial, a partir desta quarta-feira, dia 6 de maio, haverá ajuda para minimizar o transtorno para quem necessitar ir à agência da Caixa. Em nota enviada ao site no início desta manhã é informado que o colégio CEC, a agência da Caixa e a secretaria municipal de Assistência Social disponibilizarão uma equipe para acolher as pessoas na quadra do referido colégio onde terão banheiros e cadeiras para as pessoas usarem enquanto não forem atendidas na agências bancária, ressaltando que isso é em função da fila referente ao auxílio emergencial.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID