SECRETÁRIO ESTADUAL DE SAÚDE DECLAROU HOJE, 13 DE ABRIL, QUE A RECOMENDAÇÃO DO ISOLAMENTO SOCIAL EM MINAS GERAIS SERÁ MANTIDA DURANTE ESTA SEMANA

  • “O objetivo do isolamento é diminuir a velocidade de transmissão do coronavírus. Por isso é necessário que a gente mantenha este isolamento até que entendamos que a quantidade de pessoas na sociedade que já tiveram a doença passem, por si só, a proteger a população”, mencionou Carlos Eduardo Amaral, Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais 
Foto Pedro Gontijo/Agência Minas
Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Eduardo Amaral: coletiva de imprensa no dia 13 de abril de 2020.

BELO HORIZONTE (Por Paula Gargiulo) – Nesta segunda-feira, dia 13 de abril, ocorreu, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, mais uma coletiva de imprensa virtual feita pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) sobre as ações de enfrentamento à pandemia de coronavírus, bem como analisar o cenário epidemiológico da doença no estado.
Participaram da coletiva, o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral e o secretário adjunto de saúde, Marcelo Cabral. “Minas Gerais apresenta hoje, de acordo com o boletim epidemiológico, 815 casos confirmados. Além disso, temos 64 óbitos em investigação, 207 óbitos descartados e 23 óbitos confirmados”, pontuou o secretário.
ISOLAMENTO SOCIAL
A recomendação do isolamento social em Minas Gerais será mantida durante esta semana. A análise sobre as medidas de distanciamento será feita semanalmente, após estudos sobre o impacto do afastamento no cenário epidemiológico da Covid-19. “O objetivo do isolamento é diminuir a velocidade de transmissão do coronavírus. Por isso é necessário que a gente mantenha este isolamento até que entendamos que a quantidade de pessoas na sociedade que já tiveram a doença passem, por si só, a proteger a população. É o que chamamos de mecanismo de imunidade de rebanho, ou seja, uma pessoa doente encontra outras tantas que já tenham imunidade e que não sejam susceptíveis. Desta forma, não há previsão, neste primeiro momento, de encerrar o isolamento ao fim desta semana. É necessário que o isolamento seja mantido, só que isso não quer dizer que o manteremos com a mesma intensidade de hoje. É por isso que as análises são feitas semanalmente. Podemos sim reduzi-lo ou, ainda, aumentá-lo, dependendo dos resultados dos marcadores dessas análises”, afirmou Amaral.
SUBNOTIFICAÇÕES
Em relação à ocorrência de possíveis subnotificações de casos de Covid-19 no Estado, o secretário explicou que não há meios de uma vigilância epidemiológica ter conhecimento de 100% dos casos de uma epidemia. “É preciso frisar que, no âmbito da saúde pública, há dois modos de abordar subnotificação. Ela pode ser interpretada como uma falta de ação por parte do Estado e por outro lado, pode ser vista como algo natural por parte da epidemiologia. Tendo isso em vista, é importante explicar que sempre utilizamos marcadores, entre eles a notificação, para que tenhamos uma ideia amostral da sociedade, ou seja, onde essas notificações estiverem ocorrendo é onde precisamos acompanhar mais perto, ter um olhar mais atento. Dessa forma, é possível sim que nem todos os casos sejam notificados. No entanto, nosso maior esforço é para que a maior parte, se não todos os casos, sejam devidamente registrados, analisados, confirmados ou descartados. Para isso, a Fundação Ezequiel Dias (Funed) junto com os laboratórios da rede, conseguiu um aumento grande em sua escala de realização de exames e com isso buscamos dar resultados rápidos e respostas à sociedade”, afirmou.
RESPIRADORES E LEITOS
Minas Gerais possui cerca de 220 respiradores em manutenção. Além desses, 46 unidades foram entregues e estão aptas a uso. “É importante lembrar que o nível de manutenção em cada respirador é diferente. Dessa forma, alguns podem precisar apenas de uma troca de bateria, por exemplo, e outros podem precisar de um tempo maior na assistência”, afirmou. A taxa de ocupação de leitos também foi abordada. “Temos cerca de 50% de ocupação de leitos de UTI no Estado. Já em relação aos leitos clínicos, temos hoje a ocupação de 56%”, finalizou. (Fonte: Agência Minas)

**Texto completo no link https://www.saude.mg.gov.br/component/gmg/story/12471-secretaria-analisa-atual-cenario-da-pandemia-de-covid-19-em-minas-gerais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA