INVESTIGADO, VENDEDOR QUE ACUMULOU 17 MIL GARRAFAS DE ÁLCOOL EM GEL DECIDE DOÁ-LAS

  • Após ser impedido de vender os itens pela Amazon, M. C. os entregou para serem doados a quem precisa. Ele ainda enfrenta uma investigação das autoridades locais pela prática de preço abusivo 
Foto: Reprodução/Pixabay
Aplicar álcool gel nas mãos: gigantes do comércio eletrônico e reguladores lutam contra aumento de preços nos Estados Unidos.

No último sábado, dia 14 de março de 2020, a história do norte-americano M. C., que acumulou 17 mil garrafas de álcool em gel, mas acabou impedido de vendê-las, estampou manchetes e postagens na internet. O caso ilustrou uma prática que vem sendo combatida nos países afetados pelo coronavírus: a alta abusiva de preços de itens como máscaras e desinfetantes para as mãos.
Após a repercussão, a história teve outros desdobramentos. C. está sendo investigado pelas autoridades do Tennessee e, junto com o irmão, N. C., acabou doando todo o seu estoque.
Ao New York Times, o vendedor disse estar arrependido de suas ações. Afirmou também que, quando decidiu comprar os itens para revendê-los, não tinha consciência da gravidade da pandemia ou da escassez de itens de higiene que se sucederia com ela.
"Eu tenho comprado e vendido coisas há 10 anos”, disse ele, afirmando que aproveitou a alta demanda por diferentes itens ao longo do tempo. "Desta vez, eu não fazia ideia de que as lojas não conseguiriam ser reabastecidas." Ao jornal, o vendedor também afirmou estar recebendo mensagens de ódio pela internet e em sua caixa de correspondência.
No domingo, dia 15, o C. doou dois terços do estoque, que incluía itens como álcool em gel e lenços umedecidos, para uma igreja local, que se comprometeu a distribuí-los para pessoas necessitadas. A outra parte foi entregue a funcionários do escritório do procurador-geral do Tennessee.
Agora, o vendedor enfrenta uma investigação pelas autoridades do estado. Uma lei no Tennessee proíbe cobrar preços altamente excessivos por itens como alimentos, gás e suprimentos médicos após ser declarado estado de emergência.
(Fonte: Pequenas Empresas Grande Negócios, 16/03/2020)
https://revistapegn.globo.com/Noticias/noticia/2020/03/investigado-vendedor-que-acumulou-17-mil-garrafas-de-alcool-em-gel-decide-doa-las.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA