HOSPITAL DAS CLÍNICAS, EM MONTES CLAROS, TERÁ MAIS 40 LEITOS DE CTI NO SOCORRO ÀS VÍTIMAS DA COVID

  • “O corpo clínico do HC e da Faculdade de Medicina da Funorte conta com 250 médicos de todas as especialidades. A maioria deles com cursos de residência médica, mestrado e doutorado”. 

Foto divulgação
MAIS ESTRUTURA - Obras no Hospital das Clínicas Mário Ribeiro para ativação do pronto-socorro e instalação de novos leitos de CTI.

MONTES CLAROS (por Janaína Fonseca) – Montes Claros e o Norte de Minas vão contar com um reforço importante na saúde para atenção às vítimas da Covid-19. Dentro de alguns dias entram em operação 40 novos leitos de terapia intensiva (CTI) no Hospital das Clínicas Mário Ribeiro da Silveira. Com esse incremento, a unidade de saúde passará a contar com 60 leitos de CTI, o que poderá ajudar a desafogar o atendimento na região. Além disso, já estão em andamento obras para construção do acesso ao pronto-socorro do HC, que deverá ser ativado dentro de 20 dias.
Estão sendo investidos mais de R$ 5,7 milhões nessas ampliações do hospital, que atende 90% dos pacientes pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e 10% por convênios ou privados. “Isso é fundamental para enfrentar a epidemia do coronavírus, porque as pessoas que tiverem a forma grave, com comprometimento pulmonar, vão precisar de respiradores, de um leito de medicina intensiva”, afirma o diretor do HC, Ruy Muniz.
A mobilização no Mário Ribeiro para ampliar a oferta de leitos de terapia intensiva atende ainda a uma demanda do Estado, que está mapeando as unidades de saúde para identificar onde há disponibilidade de reforço no atendimento.

“O corpo clínico do HC e da Faculdade de Medicina da Funorte conta com 250 médicos de todas as especialidades. A maioria deles com cursos de residência médica, mestrado e doutorado. Mas, certamente, iremos ampliar este grupo de médicos para atender estas novas demandas. E também contrataremos profissionais das outras áreas de saúde (técnicos de enfermagem, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos, nutricionistas, biomédicos)”, mencionou Ruy Muniz, diretor do HC Mário Ribeiro.

Nessa quinta-feira, 26 de março, o governador Romeu Zema (Novo) realizou vistorias em hospitais de Betim, na Região Metropolitana de BH, e disse que irá fazer o mesmo no interior de Minas. O objetivo é fechar parcerias com instituições de saúde da rede privada e hospitais municipais para ampliar o número de leitos disponíveis no Estado.
“Provavelmente vamos precisar de muitos leitos para atender as pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Por isso, estamos tomando todas as medidas, na região metropolitana e no interior, para ampliarmos a estrutura disponível. Muitos hospitais têm alas vagas e leitos ociosos, que podem ser utilizados neste momento. Tudo isso está sendo levantado para que, caso venha a ser necessário, o Estado disponha de leitos suficientes para atender as pessoas que necessitarem”, afirmou Zema.
Ontem também o governador realizou uma reunião, por videoconferência, com gestores de vários hospitais privados de Minas, dentre eles do Hospital das Clínicas Mário Ribeiro. Foram discutidas soluções de ampliação da capacidade de atendimento e otimização da estrutura para o tratamento do coronavírus no Estado.
No HC, o espaço para a instalação dos leitos de CTI já está pronto para receber os equipamentos. “Cada leito de CTI novo custa cerca de R$ 130 mil, valor apenas dos equipamentos”, ressalta Ruy Muniz. (Fonte: jornal O Norte e Agência Minas)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA

ASSASSINATO EM JANAÚBA: VÍTIMA MORREU AO SER ATINGIDA POR GOLPE DE FACA