A FUNORTE EM PARCERIA COM A COORDENADORIA REGIONAL DA DEFENSORIA PÚBLICA ESTADUAL QUALIFICA OS ESTAGIÁRIOS DA DEFENSORIA ESTADUAL UNIDADE JANAÚBA NO INTUITO DE VIABILIZAR A IMPLANTAÇÃO DA CENTRAL DE MEDIAÇÃO E CONCILIAÇÃO

Fotos Oliveira Júnior
Oficina de Conciliação e Mediação realizada pelo Núcleo de Práticas Jurídicas Funorte Montes Claros e pela psicóloga e mediadora de conflitos professora Marajane Alencar Loyola, com o apoio do curso de Direito da Funorte Janaúba e em parceira com o Coordenador Regional da Defensoria Pública Estadual, Cláudio Fabiano Pimenta.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Estagiários da Defensoria Pública Estadual da unidade de Janaúba e acadêmicos do curso de Direito da Funorte Janaúba participaram da Oficina de Conciliação e Mediação realizada nessa sexta-feira, dia 6 de março, em uma parceria entre o Núcleo de Práticas Jurídicas da Funorte Montes Claros - NPJF, Coordenadoria Regional da Defensoria Pública, a Defensoria Pública Estadual  unidade  Janaúba e a psicóloga e mediadora de conflitos professora Marajane Alencar Loyola.
Fotos Oliveira Júnior
Maria Marta Guimarães, gestora da Funorte Janaúba; advogada e professora, Maria Inês Gomes da Silva; Lucas D'Angelis, Coordenador do curso de Direito da Funorte Janaúba; advogada e professora Kátia Suely de Melo Gusmão, Coordenadora do Núcleo de Práticas Jurídicas Funorte Montes Claros; Psicóloga e mediadora de conflitos Marajane Alencar Loyola; e os Defensores Claudijane Gomes, Valdelúcio Fernandes e João Helton, da Defensoria Pública da unidade Janaúba.

De acordo com o coordenador do Curso de Direito da Funorte Janaúba, Lucas D'Angelis Pires David, esse curso contribui quanto na assimilação do conhecimento pelos operadores do Direito da Funorte Janaúba e ainda capacita os acadêmicos que estejam realizando estágio na Defensoria Pública de Janaúba.
A oficina foi no campus Janaúba da Funorte e, segundo o coordenador do curso de Direito, o novo Código de Processo Civil aprimora na solução dos conflitos da maneira mais conciliatória possível para diminuir os processos no judiciário. “A Mediação e Conciliação possibilita com o diálogo, através da intervenção do conciliador/mediador, resolver conflitos”, explicou Lucas D'Angelis.
Fotos Oliveira Júnior
Sugerido pela Coordenadoria Regional da Defensoria Pública, o Núcleo de Práticas Jurídicas Funorte Montes Claros, com o apoio da Funorte Janaúba realizaram a Oficina de Conciliação e Mediação  em parceria com a Psicóloga e mediadora de conflitos Marajane Alencar Loyola, aos estagiários da Defensoria da Unidade de Janaúba, com a participação de acadêmicos do curso de Direito.

A professora, psicóloga e mediadora de conflitos Marajane Alencar Loyola orientou os participantes do curso quanto à importância da qualificação em mediação e conciliação para o mercado de trabalho. Ela cita que a oficina realizada na Funorte Janaúba é uma oportunidade dos operadores do Direito conhecer e entender a prática da mediação em favor da pacificação social em torno dos conflitos.
Fotos Oliveira Júnior
Houve a realização da simulação de uma Conciliação e Mediação com os estagiários da Defensoria e acadêmicos de Direito da Funorte Faculdade de Janaúba.

A Oficina de Conciliação e Mediação contou com as presenças dos Defensores Públicos Claudijane dos Santos Gomes, João Helton Barbosa e Valdelúcio da Silva Fernandes, todos da unidade de Janaúba da DPMG, a professora, psicóloga e mediadora de conflitos Marajane Alencar Loyola, a Advogada e Professora Kátia Suely de Melo Gusmão, coordenadora do Núcleo de Práticas Jurídicas da Funorte Montes Claros; e a professora e Advogada Maria Inês Gomes da Silva. A oficina foi sugerida pelo coordenador regional da Defensoria Pública, Dr. Cláudio Fabiano Pimenta.
A Professora Kátia Suely de Melo Gusmão informou que a oficina de capacitação em parceria com a Funorte Janaúba foi uma sugestão da Coordenadoria Regional da Defensoria Pública com o intuito de instalar uma Central de Mediação e Conciliação na unidade de Janaúba. Ela ressalta que o Núcleo de Práticas Jurídicas tem uma parceria com o Conselho Nacional de Justiça.


"A Mediação e Conciliação faz parte de projeto do CNJ em descentralizar a condição em que as partes possam solucionar os seus litígios através do diálogo, da comunicação”, mencionou a Advogada e Professora Maria Inês Gomes da Silva ao explicar que a oficina ocorrida na sexta-feira, 6, foi para qualificar os estagiários que atuam na defensoria da cidade de Janaúba, além dos acadêmicos do curso de Direito da Funorte Janaúba.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA

ASSASSINATO EM JANAÚBA: VÍTIMA MORREU AO SER ATINGIDA POR GOLPE DE FACA