CEMIG INVESTE R$ 300 MIL EM HOSPITAL DE FRANCISCO SÁ; SEM NEGOCIAR DÍVIDA DE R$ 2,6 MILHÕES (sem correções), HOSPITAL REGIONAL DE JANAÚBA NÃO CONSEGUE RECEBER DOAÇÕES DA CEMIG

Foto reprodução Ascom PFS
Recepção do Hospital Municipal da cidade de Francisco Sá, no Norte de Minas.

FRANCISCO SÁ (por Arthur Júnior e Oliveira Júnior) – A área da saúde, em Francisco Sá, no Norte de Minas, recebeu investimentos da ordem de R$ 300 mil, por parte da Cemig, para investimento em eficiência energética, por meio do Programa Energia Inteligente.
Desta vez foram adquiridos dois novos aparelhos Autoclave, responsável por esterilização dos materiais cirúrgicos hospitalares. Importante aporte de recursos que vai suprir as demandas de cirurgias que aumentaram após a reabertura do bloco cirúrgico do Hospital Municipal. Com as novas máquinas, a capacidade de esterilização dos instrumentos mais que triplicaram, passando de aproximadamente 160 litros para 620 litros.
De acordo com o diretor do Hospital Municipal, Álvaro Murilo, o sucesso das novas aquisições se deu através do empenho de toda a equipe do hospital de Francisco Sá e da gestão da prefeitura.
Os novos aparelhos representam mais segurança e agilidade para toda a equipe, a autoclave realiza o processo que promove completa eliminação ou destruição de todas as formas de microrganismos presentes: vírus, bactérias, fungos, protozoários, esporos, para um aceitável nível de segurança.
JANAÚBA
O Hospital Regional de Janaúba também poderia receber investimentos por parte da Cemig. Poderia. Isso porque a dívida referente a conta de luz que o Regional tem com a empresa impossibilita a praticidade dessa ajuda, inclusive com a doação de Autoclave.
No final do mês passado a Cemig chamou a direção do Hospital Regional para se posicionar perante a dívida de R$ 2,6 milhões. Até a semana passada as tratativas sobre a negociação não avançaram. Caso sejam aplicados juros, multa e correções, a companhia poderia receber algo em torno de R$ 6 milhões referente ao fornecimento de energia ao hospital. A dívida é acumulada há alguns anos.
Renegociando e se comprometendo a pagar, o hospital ficaria adimplente e, com isso, com a possibilidade de receber doações e outros benefícios que a Cemig disponibilizam. (Fonte: Ascom Prefeitura de Francisco Sá)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID