SERVIDORES DA PREFEITURA DE JANAÚBA EM GREVE USAM “MORDAÇA” PARA PROTESTAR CONTRA A DEMORA DO ENVIO AOS VEREADORES DO PLANO DE CARGO E SALÁRIO DA CATEGORIA

  • Com as bocas tapadas por pano preto, grevistas buscam apoio dos vereadores para pressionar o prefeito a ouvir os garis, auxiliares de limpeza e outros servidores públicos municipais 
  • Grevistas e administração de Janaúba vão se confrontar amanhã, terça-feira, dia 16, em Montes Claros, durante audiência de mediação no Ministério Público do Trabalho, a pedido do sindicato que representa os servidores da Prefeitura de Janaúba
Foto Oliveira Júnior
Com pano preto na boca, servidores da Prefeitura de Janaúba em greve fizeram protesto silencioso em reunião extraordinária da Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira, 15 de julho de 2019.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Nesta segunda-feira, 15 de julho, oitavo dia da greve, parte dos servidores da Prefeitura de Janaúba que estão com as atividades paralisadas ocupou o plenário principal da Câmara Municipal com um ato inusitado e que mostra a indignação do funcionalismo diante da inércia do executivo municipal em atender as demandas e buscar o entendimento com a categoria. Os manifestantes estavam com “mordaças” num claro recado de protesto contra a atual administração da prefeitura pela demora em enviar o plano de cargo e salário do funcionalismo ao legislativo local.
Na semana passada foram três atos públicos, inclusive com a varredura e recolhimento de lixo pelo centro da cidade e depois, em atitude irônica, colocaram o lixo ensacado na porta da prefeitura, abaixo do gabinete do prefeito. A revolta dos garis é diante de uma colocação da administração de que a insuficiência da limpeza nas ruas seja culpa dos funcionários da limpeza. A categoria contesta e cita que a varredura, às vezes, não é feita a contento diante das precárias condições de trabalho.
SERVIDORES PROTESTAM NA CÂMARA COM MORDAÇAS
Aproveitando que os vereadores suspenderam o recesso parlamentar iniciado no dia 1º de julho e reuniriam na tarde desta segunda-feira, dia 15, para votar projetos de lei autorizativos para que o prefeito esteja apto a contrair empréstimos no valor total de R$ 3 milhões, os grevistas foram à Câmara nesta tarde. Pelo menos 90% do público no plenário eram de funcionários em greve. A maioria dos assessores de primeiro escalão (secretários) da atual administrativo também se fez presente nessa reunião extraordinária, convocada às pressas.
Com uma faixa na qual consta a pauta de reivindicações do funcionalismo público do município, dirigentes do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Janaúba (Sindijana) e os trabalhadores que estão com atividades paralisadas usaram “mordaças”, com pano preto tapando a boca. Foi uma atitude de “luto” e de silêncio, nesse caso para cumprir normas da Câmara durante reunião em plenário.
O movimento grevista busca o apoio dos vereadores no que tange a convencer a atual administração a dialogar com a categoria e também cumprir o compromisso firmado no acordo feito há um ano justamente para encerrar uma greve em julho de 2018.
AS REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES
Além dos garis e outros profissionais da limpeza pública, estão em greve os auxiliares de serviços gerais – isso implica em dizer que em algumas escolas a limpeza tem sido afetada e a mesma é realizada pelos diretores. Também aderiram à paralisação os funcionários que atuam como motorista, monitor de ônibus, engenheiro, dentre outros. A qualquer momento os professores poderão paralisar as atividades.
Mesmo com algumas conquistas já obtidas durante a greve, tais como a homologação do concurso público de 2016 e alteração no procedimento para a concessão de licença de saúde, o movimento de paralisação continua. Isso porque os servidores querem a solução quanto à carga horária de trabalho, fornecimento de EPIs, plano de cargos e salários, insalubridade, junta médica no mesmo local e o imediato aumento salarial de 5% que deveriam ter sido aplicados em novembro de 2018.
SERVIDORES X ADMINISTRAÇÃO, NO MINISTÉRIO PÚBLICO
Hoje, segunda-feira, dia 15 de julho, completam oito dias que os servidores públicos da Prefeitura de Janaúba paralisaram as atividades. E até o presente momento a atual administração não manifestou pelo entendimento para atender as reivindicações e, sendo assim, encerrar a greve. Diante do impasse, o Ministério Público do Trabalho acolheu o pedido do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Janaúba (Sindijana) e marcou audiência de mediação para amanhã, terça-feira, dia 16, na cidade de Montes Claros.
Em notificação encaminhada ao Sindijana com data de quinta-feira, dia 11, o Procurador do Trabalho Túlio Mota Alvarenga informa que a audiência de mediação será às 14h desta terça-feira, 16, em Montes Claros, visando os direitos sociais constitucionalmente assegurados aos trabalhadores.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID