VEREADOR JHONNATTAH PROPÕE A RESTAURAÇÃO E CONSERVAÇÃO DA IGREJA DE SÃO JOSÉ DO GORUTUBA, EM PORTEIRINHA

  • Igreja foi construída no século XVIII, fica perto do rio Gorutuba e é citada pelo escritor Simeão Ribeiro no livro O Padre e a Bala de Ouro
Fotos CMPCP
Igreja de São José do Gorutuba apresenta rachaduras em vários pontos e precariedade no estado de conservação de alvenaria em adobe.

PORTEIRINHA (por Oliveira Júnior) – Um dos mais importantes patrimônios histórico e cultural deste município necessita de uma restauração. Pelo menos é o que propõe o vereador Jhonnattah Jhoseffer ao observar a precariedade estrutural na Capela (Igreja) Nossa Senhora da Soledade, que fica nas proximidades do rio Gorutuba e do lago da barragem do Bico da Pedra, em São José do Gorutuba, município de Porteirinha.
A colocação do vereador Jhonnattah Jhoseffer foi em reunião do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural de Porteirinha do qual ele é membro efetivo. “Patrimônio de grande relevância regional. Espero, juntamente com todos os conselheiros, que as medidas possam se tornar realidade frente à triste situação da Igreja”, justificou o vereador.

A igreja do distrito de São José do Gorutuba é uma edificação religiosa, provavelmente, da segunda metade do século XVIII, com significativo valor arquitetônico. O sistema construtivo mostra estrutura autônoma de madeira e vedação em adobe. As coberturas são em telhas curvas de cerâmica, sendo que os corpos centrais apresentam telhado em duas águas e os corpos laterais em telhado de uma água.

Capela (Igreja) Nossa Senhora da Soledade é, hoje, a mais antiga que o município de Porteirinha possui. Remonta aos tempos em que Porteirinha era apenas uma fazenda. Apesar de seu abandono, conserva suas características originais. Para o vereador Jhonnattah Jhoseffer, a ação de recuperação dessa igreja secular fará com que Porteirinha preserve o bem cultural de indiscutível valor histórico, religioso e arquitetônico.
Na literatura, a igreja de São José do Gorutuba tem sido motivo de inspiração de escritores para relatarem causos ocorridos na região. No livro O Padre e a Bala de Ouro, o escritor Simeão Ribeiro narra a história do Vigário José Vitório de Souza. O Padre José Vitório foi transferido da Província de São João Del Rey para São José do Gorutuba em 1847, a mando do Arcebispo da Bahia, para substituir o Padre Carlos Prates. Segundo o historiador, o padre foi morto em São José do Gorutuba.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID