PREFEITOS RECEBEM VERBA E SÃO IMPEDIDOS DE PAGAR 2018; GOVERNO DEVE 5 PARCELAS DE 2018 DO TRANSPORTE ESCOLAR E ISSO COMPROMETE O INÍCIO DO ANO LETIVO DE 2019 NAS ESCOLAS MUNICIPAIS

MONTES CLAROS (por Girleno Alencar) – Os prefeitos do Norte de Minas foram surpreendidos, sexta-feira, dia 1º de fevereiro, quando o Estado depositou a primeira parcela do repasse do Transporte Escolar, mas com uma orientação: o recurso não pode ser usado para pagar as despesas de 2018, sob risco de improbidade administrativa.
O problema é que eles têm cinco parcelas do ano passado para receber, que totalizam aproximadamente R$70 milhões, pois cada parcela é de aproximadamente R$14,3 milhões. O maior repasse é de R$ 491,7 mil para Januária por mês, e, depois, São Francisco com R$ 421,8 mil por mês.
Como não existe previsão de receber os cinco meses de 2018, muitas empresas que fazem o transporte escolar se recusam a retomar os serviços. (Fonte: jornal Gazeta Norte Mineira, edição de 2 de fevereiro de 2019)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID