ENCONTRADOS 34 CORPOS DE VÍTIMAS DO ROMPIMENTO DE BARRAGEM DE REJEITO EM BRUMADINHO; RESGATADAS 366 PESSOAS E AINDA HÁ DESAPARECIDOS; HÁ RISCO DE ROMPIMENTO DE OUTRA BARRAGEM EM BRUDAMDINHO

Fotos CB e Gladyston Rodrigues do EM
No primeiro plano, a barragem de água que está sendo monitorada, e ao fundo o cenário após o rompimento da barragem de rejeito.

Consequências do rompimento da barragem de rejeito em Brumadinho.



BRUMADINHO (por Renan Damasceno e Gabriel Ronan) – Um susto logo no início da manhã deste domingo, dia 27 de janeiro. Por volta das 5h30, o Corpo de Bombeiros expediu alerta de emergência, por meio de sirenes, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. O aviso dizia respeito à possibilidade iminente de rompimento da barragem B6, que contém água e é monitorada pelas autoridades desde a tragédia da última sexta-feira.
Consequências do rompimento da barragem de rejeito em Brumadinho.



As buscas pelos desaparecidos foram interrompidas nesta manhã, devido ao risco. Segundo a instituição, 366 pessoas foram resgatadas, sendo 221 funcionários da Vale e 145 terceirizados, e destes 23 estão hospitalizados. Na última atualização de vítimas, divulgada pelo Corpo de Bombeiros, durante a tarde desse sábado, dia 26, o número de mortos já era 34.




O tenente Pedro Aihara, porta voz do Corpo de Bombeiros, confirmou que a possibilidade de rompimento é real e que o plano de ação de emergência foi acionado. Todo o efetivo se volta à evacuação dos moradores da área de risco. Preocupação de momento é com a região do Parque da Cachoeira, onde existem cerca de 25 casas.
A corporação retirou moradores, que estavam na zona de risco, de suas casas e os levou para pontos mais altos da cidade. Desde esse sábado, houve um bombeamento da água da barragem na tentativa de esvaziá-la.






"Atenção, esta é uma situação real de emergência de rompimento de barragem. Abandonem imediatamente suas residências", dizia o aviso. Imediatamente, as comunidades foram levadas para locais de segurança - determinados de acordo com o plano de emergência elaborado previamente.
Aeronaves dos bombeiros estão de prontidão para atender à população.  Até o momento, as comunidades evacuadas são dos vilarejos Tejuco e Córrego do Feijão, segundo os bombeiros.
De acordo com o tenente Pedro Aihara, porta-voz do Corpo de Bombeiros, o risco de rompimento continua. A evacuação acontece sem maiores problemas, segundo ele. (Fonte: Jornal Estado de Minas e Portal Uai)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA