FIÉIS DE MATIAS CARDOSO CELEBRAM O DIA DE NOSSA SENHORA DA IMACULADA CONCEIÇÃO

  • Celebração foi numa das mais antigas igrejas de Minas Gerais, erguida a 300 metros do rio São Francisco, em Matias Cardoso
Fotos Oliveira Júnior
Saída da Procissão de Nossa Senhora da Conceição, em Matias Cardoso, dia 8 de dezembro de 2018. 
Fotos Oliveira Júnior
Procissão segue pela avenida Getúlio Vargas, na cidade de Matias Cardoso, no sábado, 8 de dezembro de 2018. 

Fotos Oliveira Júnior
Interior da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, em Matias Cardoso.

MATIAS CARDOSO (por Oliveira Júnior*) – No lado de fora o sol insistia em clarear naquela manhã com uma temperatura amena, apesar da proximidade da chuva que veio no final do dia. Lá dentro, cada fiel expunha a sua devoção num ambiente constituído há séculos. Assim foi o último sábado, dia 8 de dezembro, na cidade de Matias Cardoso, no Norte de Minas.
Fotos Oliveira Júnior
Retorno da procissão da padroeira de Matias Cardoso no dia 8 de dezembro de 2018.

O Padre Daniel Cordeiro conduzia a celebração alusiva ao Dia da Imaculada Conceição de Maria, padroeira deste município. A procissão deixou o templo na praça Cônego Maurício e seguiu pelas ruas Joaquim Tolentino e Quintino Bocaiúva, avenida Presidente Getúlio Vargas e retornou para a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, que é a igreja mais antiga do estado de Minas Gerais. A paróquia da cidade de Matias Cardoso compõe a Diocese de Janaúba.
Fotos Oliveira Júnior
Igreja de Matias Cardoso tem mais de 300 anos e paróquia pertence à Diocese de Janaúba. 
Fotos Oliveira Júnior
Imagem de Nossa Senhora da Conceição na cidade de Matias Cardoso, região da Serra Geral, no Norte de Minas.

A data 8 de dezembro é celebrada principalmente pela comunidade cristã católica, sendo considerada como a comemoração de um dos dogmas mais importantes do cristianismo: a concepção sem mácula da Virgem Maria como forma de prepará-la para a vinda do Filho de Deus.
Fotos Oliveira Júnior
Procissão de Nossa Senhora da Conceição passa pela rua Joaquim Tolentino, na cidade de Matias Cardoso.

A igreja matriz desta cidade foi erguida entre 1670 e 1673 e provavelmente a construção mais antiga do Estado que ainda se encontra de pé, com pedra fundamental datando da época do desbravamento dos bandeirantes no atual território mineiro, anterior ao ciclo do ouro e da criação da Capitania de São Paulo e Minas D’Ouro.
Fotos Oliveira Júnior
Fiéis na Matriz de Matias Cardoso no dia de Nossa Senhora Imaculada da Conceição.

Com 33 metros de comprimento, 20 metros de largura e com duas torres de 20 metros de altura, a matriz está situada na Praça Cônego Maurício, no centro da cidade, a 300 metros da margem direita do Rio São Francisco. A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Imaculada Conceição é a igreja mais antiga do estado de Minas Gerais.
Fotos Oliveira Júnior
Procissão de Nossa Senhora da Conceição passa pela rua Quintino Bocaiúva, na cidade de Matias Cardoso.

A história da Matriz de Matias Cardoso está ligada a incursões de bandeirantes paulistas no sertão mineiro em busca de ouro e pedras preciosas. Constam como fundadores do antigo Arraial de Morrinhos os sertanistas Matias Cardoso de Almeida; seu filho, Januário Cardoso; e Antônio Gonçalves Figueira.
Januário foi o construtor da igreja, que fica de frente para o rio São Francisco. A comunidade surgiu na margem direita desse rio da integração nacional, pois nasce em Minas Gerais, atravessa o estado da Bahia, passa pelos estados de Pernambuco, Alagoas e Sergipe e deságua no mar.
Fotos Oliveira Júnior
Padre Daniel Cordeiro durante a celebração de Nossa Senhora da Conceição, na Igreja Matriz de Matias Cardoso, dia 8 de dezembro de 2018.

Fotos Oliveira Júnior


A matriz, em forma de fortaleza, apresenta boa qualidade edificação, com estrutura em alvenaria de tijolos requeimados. Cerca a matriz muro com colunas nos ângulos e nos portões. Na fachada, três portas guarnecidas de cimalhas, com folhas almofadadas, sendo a central de maiores proporções. Acima das duas portas laterais, encontram-se duas janelas com cimalhas, envidraçadas, com losangos geométricos. Chamam atenção desenhos de influência indígena nos pilares externos e sobre os retábulos.
Fotos Oliveira Júnior



O frontão, separado da fachada por cornija, é constituído pela empena alta encimada pela cruz, em ângulo correspondente às águas do telhado, e pequeno óculo circular. Apresenta duas torres laterais, quadrangulares. As janelas sineiras, sem sinos, são em arcos semicirculares. O telhado é em dois níveis, rebaixado no encontro dos fundos da capela-mor. Na lateral, a igreja apresenta uma sucessão de arcos semicirculares, formando um avarandado no térreo, sob os corredores superiores. (*com agências)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA