EM VOTAÇÃO APERTADA, CÂMARA OPTA PELA CONTINUIDADE DA COMISSÃO PROCESSANTE CONTRA O ATUAL PREFEITO DE JANAÚBA

VOTAÇÃO DA CASSAÇÃO DO MANDATO DO ATUAL PREFEITO DE JANAÚBA ESTÁ MARCADA PARA A PRÓXIMA SEXTA-FEIRA: O PREFEITO PRECISA DE 5 a 6 VOTOS PARA ESCAPAR DA PERDA DO MANDATO


JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Na última sexta-feira, 14 de setembro, houve na Câmara Municipal de Janaúba a reunião extraordinária sobre a Comissão Processante que trata de possível irregularidade em aluguel de imóvel por parte da prefeitura local nesta cidade. Numa votação apertada, 7 a 6, o plenário do legislativo deu aval para que o procedimento tenha continuidade. Com isso, na próxima sexta-feira, dia 21, está prevista a votação da possível cassação do mandato do atual prefeito de Janaúba.
Dos três suplentes de vereadores convocados para apenas a reunião da última sexta-feira (os vereadores titulares foram afastados pelo fato de fazerem parte da Comissão Processante, mas os titulares já retornarão amanhã), dois compareceram: o Gérson do Espirito Santos Souza, Gérson da Ambulância, e o Luciano Lázaro Barbosa, o Luciano da Catanduva. Já o suplente Leobino Antunes de Bem não participou da reunião de sexta-feira. Outro ausente na reunião dessa sexta-feira foi o vereador titular Valdeir dos Santos Silva, o Valdeir do Leilão.
Com a presença de treze vereadores, houve a votação do relatório que apontava para o prosseguimento do caso que poderá cassar ou não do mandato do atual prefeito de Janaúba. Houve empate em seis a seis e coube ao presidente da Câmara, vereador Adauri Soares Cordeiro desempatar, o qual manifestou pela continuidade dos trabalhos da comissão processante.
De acordo com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Janaúba, os vereadores que votaram pelo prosseguimento dos trabalhos da comissão processante foram os titulares Jorge de Souza, o Jorginho do Paraguai; José Luiz Pereira, o Zé Luiz dos Algodões; João Pereira, o João da Ambulância; e Gilberto Dias e ainda os suplentes Gérson da Ambulância e Luciano da Catanduva.
De acordo com informações da Assessoria de Imprensa da Câmara Municipal de Janaúba, os vereadores que votaram contra prosseguimento dos trabalhos da comissão processante foram os titulares José Tarcísio, Zacarias de Paula, Paulo Roberto, o Pauleca, Sérgio Coelho, Luiz Carlos, o Luizão, e Walter Percídio.
Diante da aprovação por 7 a 6, os trabalhos da comissão processante referente ao aluguel de imóvel continuam e, segundo a assessoria da Câmara, a próxima reunião da comissão processante será na sexta-feira, dia 21, às 18h, quando estará prevista a votação pela cassação do mandato do atual prefeito.
Ainda segundo a Câmara, para o atual prefeito de Janaúba perca o mandato serão necessário dois terços dos votos, como a Câmara de Janaúba tem 15 vereadores, nesse caso o prefeito precisaria de cinco a seis votos favoráveis para continuar no cargo. Os três suplentes de vereadores serão novamente convocados especificamente para essa reunião do dia 21.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA