SEMINÁRIO APONTA AS POTENCIALIDADES NA CRIAÇÃO DE PEIXES NA REGIÃO DA SERRA GERAL DE MINAS

  • Com apoio das prefeituras de Nova Porteirinha e de Matias Cardoso, seminário mostra que os peixes podem ser criados em reservatório de água para a irrigação
  • Para o engenheiro Maurício Gross a piscicultura é uma opção de atividade rentável
Foto Oliveira Júnior
Momento em que o zootecnista Felipe Shindy Aiura orientava produtores e técnicos sobre o manejo na produção de peixes.

Foto Oliveira Júnior
Aélcio José dos Santos, secretário de Agricultura de Nova Porteirinha, no seminário de piscicultura do Norte de Minas.

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Realizado nessa quinta-feira, dia 9 de agosto, o 2º Seminário de Piscicultura do Norte de Minas com o objetivo em debater com os piscicultores de diversas cidades da região, alunos do curso de Zootecnia, técnicos, professores e pesquisadores da área sobre o conhecimento, experiências e o avanço da criação de peixes na região, aliado ao uso de tecnologias mais eficientes e ao uso consciente da água.
Fotos de Oliveira Júnior
Jésus Magno da Silveira, secretário de Agricultura de Matias Cardoso: seminário de piscicultura do Norte de Minas.

O engenheiro de pesca Maurício Gross, chefe do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura do Projeto Gorutuba mantido pela Codevasf em Nova Porteirinha, ressalta que a piscicultura é um dos setores de maior rentabilidade.

“O que falta aqui na região para produzir peixe não é água. O problema é a falta de conhecimento. A gente consegue produzir peixe sem gastar água, porque a água que é utilizada para a irrigação é muito suficiente para isso”, afirmou Maurício Gross segundo o qual os tanques com a finalidade para reservatórios para a irrigação são locais apropriados para a atividade da piscicultura.


Na concepção de Aélcio José dos Santos, secretário municipal de Agricultura de Nova Porteirinha, a piscicultura é uma alternativa para os produtores, principalmente na área do Projeto Gorutuba. “Nós temos um grande potencial podendo usar os tanques de bombeamentos para criar peixes e, com isso, agregando valores aos agricultores do projeto”.


O secretário de Agricultura do município de Matias Cardoso, Jésus Magno da Silveira, destacou o seminário como uma forma de possibilitar os criadores conhecimentos que resultam na produção e comercialização de peixes de forma eficiente e rentável. “A piscicultura tem um grande significado para Matias Cardoso e região, pois além de compor a alimentação da família do criador ainda gera receita”, explicou o secretário. Em Matias Cardoso há em torno de 50 criadores de peixes os quais recebem o apoio da prefeitura que disponibiliza equipe e maquinário para a limpeza dos tanques destinados à criação de peixes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA