"A SECA EXISTE E PRECISAMOS APRENDER A CONVIVER COM ELA", EXPLICA CÉSAR EMÍLIO, SECRETÁRIO DE ESTADO PARA O NORDESTE E NORTE DE MINAS

Foto Oliveira Júnior
César Emílio, secretário de Estado para o Norte e Nordeste de Minas. Ele foi prefeito de Capitão Enéas.


BELO HORIZONTE – A Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor) divulgou, nessa terça-feira, dia 3 de julho, o resultado das ações que foram desenvolvidas na sua área de atuação, desde o ano de 2015.
O objetivo das ações é promover o desenvolvimento sustentável e a redução das desigualdades dos vales do Jequitinhonha e Mucuri e do Norte de Minas em relação ao restante do estado. A coordenação das ações adotadas é feita por meio de programas como o Água para Todos, Plano de Urgência para Enfrentamento da Seca, Programa de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais e do Programa Leite Pela Vida.
César Emílio, secretário da Sedinor, destacou que a maioria dos investimentos foi direcionada para questões hídricas. ”O Governo de Minas Gerais vem atuando para garantir a execução do Programa Água para Todos, apesar dos cortes de recursos por parte do Governo Federal”, disse César Emílio, que já foi prefeito de Capitão Enéas, município situado no Norte de Minas.
Segundo o secretário, a maior preocupação é melhorar a qualidade de vida das populações do Norte e Nordeste do estado, principalmente, no que diz respeito à falta de água. "A seca existe e precisamos aprender a conviver com ela", concluiu.
Pelos números anunciados, foram investidos, entre 2015 e 2018, cerca de R$ 227 milhões em recursos estadual e federal para combater a escassez hídrica.
As ações englobam: instalação de 8,9 mil cisternas de polietileno, 1,8 mil cisternas de placa de consumo e 1,4 mil cisternas de telhadão multiuso; ampliação do sistema de abastecimento de Montes Claros; ampliação da barragem de Viamão, em Mato Verde; perfuração de 484 poços tubulares profundos; distribuição de 3,3 mil reservatórios domiciliares; 1,8 mil metros de tubos e 492 caixas d’água de 20 mil litros. Somando a população contemplada com o Programa Água para Todos e com o Plano de Urgência para o Enfrentamento da Seca, foram beneficiadas aproximadamente 179 mil famílias.
Outras ações
- Fomento à agricultura familiar com distribuição de sementes e doação de tratores e grades aradoras, investimento total de R$ 18,5 milhões.
- Apoio e participação em feiras (com divulgação do artesanato do Norte e Nordeste de Minas), investimento total de R$ 4,5 milhões.
- Programa Leite pela Vida com distribuição de 49 milhões de litros, com um total de R$ 84 milhões investidos.
- Projetos de Energias Renováveis em parceria com a Cemig, com investimento privado no valor de R$ 37,5 bilhões.
- Projeto de Bioquerosene de Coco Macaúba, com investimento de R$ 4 bilhões. (Fonte: Agência Minas)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA