PRESIDENTE DA ASPRONORTE CITA QUE O REAJUSTE NA ENERGIA ELÉTRICA PREJUDICA A AGROPECUÁRIA

Foto Oliveira Júnior
O presidente da Aspronorte e do Sindicato Rural de Janaúba, José Aparecido Mendes, cobrou do governo a revisão na tarifa de energia elétrica para não afetar a produção.


JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – O reajuste na tarifa da energia elétrica poderá prejudicar e até inviabilizar a produção de alimentos. Essa colocação é do presidente da Associação dos Sindicatos dos Produtores Rurais do Norte de Minas e do vale do Jequitinhonha (Aspronorte), José Aparecido Mendes Santos, que agrega mais de 87 mil produtores, durante a 37ª ExpôJanaúba, que acontece nesta semana numa realização do Sindicato dos Produtores Rurais de Janaúba, entidade da qual José Aparecido também é presidente.
O percentual de majoração na tarifa variou de 18% a 35% e entrou em vigor no dia 28 de maio. Para José Aparecido, esse aumento trará reflexo negativo para a agropecuária e demonstra a falta de comprometimento do governo com esse setor que há muito tempo tem sido o responsável pela salvação da economia.
Aproveitando a presença dos deputados estaduais Paulo Guedes (PT) e Gil Pereira (PP), que prestigiavam a ExpôJanaúba, José Aparecido solicitou que eles intercedam junto ao governo de Minas e à Cemig no sentido de rever o reajuste na tarifa de energia elétrica, considerando que a majoração causa impacto forte nos custos da agropecuária mineira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA

ASSASSINATO EM JANAÚBA: VÍTIMA MORREU AO SER ATINGIDA POR GOLPE DE FACA