PRESENTE NA 37ª EXPÔJANAÚBA, UNIMONTES DIVULGA NOVAS TÉCNICAS NA MELHORIA DA PRODUÇÃO NO SEMIÁRIDO

Hoje, quarta-feira, dia 6, às 19h, terá palestra sobre a produção de galinha caipira e de leite no semiárido

As palestras são gratuitas e acontecem até domingo, dia 10, no estande da Unimontes, na 37ª ExpôJanaúba
Fotos divulgação/Ascom da Unimontes

JANAÚBA – Entre os principais eventos do gênero no interior do Brasil, a ExpôJanaúba – Exposição Agropecuária de Janaúba – no Norte de Minas, oferece uma série de informações sobre a atuação da Unimontes – Universidade Estadual de Montes Claros – no setor produtivo do campo, pesquisa e na formação acadêmica na área de Ciências Agrárias.
Com um estande temático para visitação, professores, pesquisadores e acadêmicos disponibilizam ao público em geral dados sobre os cursos de graduação, mestrados e doutorados, além de experimentos como a criação e manejo de bovinos e equinos, pesquisas de solo e gramíneas e de plantações e culturas frutíferas de maior predominância no Norte de Minas, dentre outros pontos.
A Unimontes marca presença na 37ª ExpôJanaúba, que começou no dia 31 de maio e acontece até o próximo domingo, 10 de junho, no parque de exposições da cidade. A universidade promove um ciclo de palestras, com entrada gratuita, além de mostrar as atividades do campus local em um estande temático.
HOJE TEM PALESTRAS
Nesta quarta-feira, dia 6 de junho, às 19 horas, será apresentada a palestra “Produção de galinha caipira no semiárido”, pela professora Mônica Maciel. Às 19h30, o tema em debate será “Produção de leite no semiárido”, com abordagem do professor José Reinaldo Ruas.
ATÉ DOMINGO TERÁ MAIS ORIENTAÇÕES
O ciclo de palestras terá continuidade amanhã, quinta-feira, dia 7, com as discussões sobre “Programa de Inseminação Artificial”, pelo professor José Eduardo Murta, às 19 horas; e “Escolha de capins para o semiárido mineiro” (19h30), pelo professor Virgílio Mesquita Gomes.
Na sexta-feira, dia 8, a temática será a criação de eqüinos, com as palestras: “Pelagem em cavalos” – abordagem pela professora Maria Dulcinéia da Costa, às 18 horas; e “Efeito do treinador nos resultados de premiação de cavalos”, pela professora Gerusa Silva, às 18h30.


No sábado, 9 de junho, a programação será iniciada às 17 horas com a palestra “Potencialidades de águas residuárias”, pelo professor Silvânio Rodrigues dos Santos. Às 17h30, serão mostrados os “Avanços tecnológicos nas culturas do feijão-comum e do feijão-caupi no semiárido mineiro”, pelo professor Abner Carvalho. “A Produção de banana “Prata Gorutubana” em plantio adensado” será o enfoque da especialista Célia Siqueira, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), domingo, às 11 horas. No encerramento do Ciclo de Palestras, às 11h30, serão abordadas as “Culturas do abacaxi e do cacau como alternativas para o semiárido mineiro”, pelo professor Victor Maia.
O QUE JÁ FOI FEITO
As ações são realizadas pelo Departamento de Ciências Agrárias, envolvendo os cursos de graduação de Agronomia e Zootecnia, além de programas de pós-graduação em Produção Vegetal no Semiárido (mestrado e doutorado) e de Zootecnia, ministrados também na unidade local. Os visitantes têm acesso, também, a um vídeo sobre as principais atividades de campo e nos diversos laboratórios do campus Janaúba.
No I Ciclo de Palestras “Unimontes no Parque” são apresentadas técnicas voltadas para a melhoria do sistema produtivo na região semiárida. O objetivo é divulgar junto aos produtores novas tecnologias, resultantes de estudos e pesquisas desenvolvidas na Fazenda Experimental da Unimontes, em Janaúba.
Na noite dessa terça-feira, DIA 5, foram proferidas as palestras sobre os cuidados no cultivo da banana (“Uso de bactérias no manejo de Fusarium x nematóides”), pela professora Adelica Xavier; e sobre as “Tecnologias para produção de manga no semiárido mineiro”, pelo professor Marlon Pereira, com a participação de cerca de 150 pessoas.
Ao longo do dia, o estande da Universidade no Parque de Exposições recebeu a visita de cerca de 400 alunos de escolas públicas (do ensino fundamental e médio) do município, que tiveram acesso às informações sobre os processos produtivos na região, métodos no desenvolvimento de pesquisas, a aplicação da física e da química nas atividades de graduação, além de dados a respeito às áreas de Agronomia e Zootecnia. Foram fornecidas, ainda, informações sobre a estrutura do campus local. (Fonte: Ascom/Unimontes)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA