PRESIDENTES DE SINDICATOS PEDEM QUE ZÉ APARECIDO PERMANEÇA E O REELEGE PARA REPRESENTAR MAIS DE 87 MIL PRODUTORES RURAIS DE MINAS GERAIS

Zé Aparecido, do Sindicato Rural de Janaúba, é o líder dos produtores rurais do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha

Foto Aspronorte
O presidente reeleito Zé Aparecido com os integrantes da nova diretoria da Aspronorte para o período de 2018 a 20121.
MONTES CLAROS (por Oliveira Júnior) – O que é certo tem que continuar. Com essa análise, os presidentes dos sindicatos dos produtores rurais do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha decidiram em reeleger José Aparecido Mendes Santos, o Zé Aparecido, na presidência da Aspronorte, entidade que representa mais de 87 mil produtores rurais de Minas Gerais.
Zé Aparecido colocou o cargo à disposição, mas foi convencido a permanecer na liderança dos agricultores que lidam com mais de 50 mil propriedades rurais em 78 municípios mineiros. Além de ter sido reeleito, Zé Aparecido tomou posse para o mandato que compreende de 2018 a 2020 na presidência da Associação dos Sindicatos dos Produtores Rurais do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha (Aspronorte).
Foto Aspronorte
José Aparecido Mendes, presidente reeleito da Aspronorte.
O presidente reeleito da Aspronorte e presidente do Sindicato Rural de Janaúba ressaltou que entre as ações desenvolvidas pela entidade destaca a renegociação de dívidas de maneira que os produtores rurais do Vale do Jequitinhonha e do Norte de Minas fossem amparados por medidas que levassem em consideração o grau de dificuldades, sobretudo aos prejuízos com as lavouras dizimadas pelos longos períodos de seca que, às vezes, inviabilizam as atividades agrícolas e impedindo que os produtores rurais quitassem as linhas de crédito.
Ainda na condição de presidente da Aspronorte que agrega 87.550 produtores rurais inscritos no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Zé Aparecido ressaltou que nos últimos anos a diretoria dessa associação se empenhou na revitalização da bacia hidrográfica do rio São Francisco à qual compreende recursos hídricos tanto do Norte de Minas quanto do Vale do Jequitinhonha, assegurando assim a sustentabilidade dos mananciais e, consequentemente, condições para a produção de alimentos.
Outras ações da Aspronorte dizem respeito ao Comitê de Sustentabilidade da do Agronegócio do Vale do Gorutuba, à participação da associação na Câmara Setorial e Comissão de Agricultura da Secretaria Estadual de Agricultura e da Comissão Técnica de Fruticultura da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg).
Foto Aspronorte
Rodolfo Rebelo explanou aos presidentes dos sindicatos rurais do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha sobre a insegurança jurídica no campo.
Na reunião realizada nesta sexta-feira, dia 6 de abril, em Montes Claros, ficou definido que a próxima reunião da Aspronorte acontecerá na cidade de Serro, prevalecendo o critério da entidade em realizar encontros itinerantes e de maneira intercalada com municípios do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha. Uma das pautas em debate na reunião da Aspronorte em Serro, em data a ser confirmada, será a nova legislação legalização do queijo que legaliza a venda desse produto para outros estados.
O presidente do Sindicato Rural de Janaúba, Zé Aparecido foi reeleito por aclamação para o terceiro mandato na presidência da Aspronorte e na oportunidade ele reforçou a tese de uma maior participação dos presidentes dos sindicatos rurais nas atividades dessa entidade, assim como o fortalecimento da Faemg, da qual Zé Aparecido foi reeleito no segundo semestre do ano passado na diretoria da federação que representa a Agricultura e a Pecuária do Estado de Minas Gerais.
Durante a reunião da Aspronorte, na tarde desta sexta-feira, 6 de abril, houve uma palestra em que Rodolfo Rebelo, estudioso sobre os Quilombolas, explanou com relação aos problemas enfrentados pelo direito à propriedade pelos produtores rurais devido às áreas reivindicadas pelos quilombolas. Ele explicou a necessidade de medidas eficazes com o intuito de se evitar a insegurança jurídica no campo.
A nova diretoria eleita e que tomou da Aspronorte, que representa 40 sindicatos de produtores rurais, ficou constituída da seguinte forma: presidente: José Aparecido Mendes Santos, de Janaúba; vice-presidente, Ricardo Quadros Laughton, de Montes Claros; primeiro secretário, Murilo Barbosa Horta, de Capelinha; segundo secretário, João Francisco de Pinho, de Grão Mogol; primeiro tesoureiro, Pedro Veloso Neto, de Ubaí; segundo tesoureiro, Mário Caldeira Brant, de Bocaiúva.
O Conselho Fiscal Efetivo da Aspronorte é composto pelos presidentes de sindicatos rurais Roberto de Castro Teixeira, de Serro; Max Ribeiro Dias, de Brasília de Minas; e Dalton Londe Filho, de Jaiba e Matias Cardoso.
A composição do Conselho Fiscal Suplente ficou assim: Rafael Oliveira, de Medina; Antônio Edilson Oliveira, de São João da Ponte; e Antônio Jeferson Figueiredo, de Jacinto.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA