HOSPITAL REGIONAL PODERÁ PARAR DE FUNCIONAR PORQUE A PREFEITURA DE JANAÚBA NÃO PAGA R$ 263 MIL REFERENTES A REPASSES À FUNDAÇÃO HOSPITALAR DESDE JANEIRO

Direção do hospital informa que o Governo do estado manda recurso para o hospital, mas a prefeitura segura o dinheiro por mais de duas semanas

JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – A Fundação Hospitalar de Janaúba poderá romper a parceria com a Prefeitura de Janaúba diante da falta de comprometimento por parte do executivo municipal quanto ao repasse de recursos para a entidade mantenedora do Hospital Regional de Janaúba. Caso o relacionamento da entidade com a instituição pública for rompido haverá um risco de o atendimento à população no hospital ser suspenso.
Pelo menos esse é o ultimato dado pela diretoria da Fundação Hospitalar ao prefeito Carlos Isaildon Mendes e ao secretário municipal de Saúde, Renato Quimas Pereira Lima, em ofício entregue ontem, sexta-feira, dia 13 de abril, pelo diretor geral do Hospital Regional, Bruno Ataíde Santos. No documento, o diretor cobra o imediato repasse de R$ 263 mil devidos ao hospital, são recursos que deveriam ter sido encaminhados ao hospital desde janeiro deste ano, inclusive alguns acordados perante o Ministério Público.
Além dessa cobrança do comprometimento da atual administração da Prefeitura de Janaúba, a direção do Hospital Regional também informa que o dinheiro que o Governo do Estado envia para a unidade hospitalar às vezes só é liberado depois de insistentes solicitações pelo hospital. No ofício enviado ao prefeito e ao secretário de Saúde, a diretoria do Hospital Regional menciona o recente contratempo para receber o recurso do Incremento MAC (Média e Alta Complexidade). O dinheiro ficou retido pela prefeitura por duas semanas.


O diretor geral Bruno Ataíde esclarece ainda que ao contrário do que se apregoa, os recursos do Estado têm ficado nos cofres da prefeitura de Janaúba por dias, até o repasse ao hospital. “A exemplo o Incremento Média e Alta Complexidade (MAC) recebido pelo município em 15 de fevereiro deste ano e repassado, somente após insistente cobrança, ao hospital em 02 de março”, menciona o dirigente hospitalar.
Ainda no ultimato ao prefeito e sua equipe de governo, a direção geral do Hospital Regional informa que neste ano de 2018 não houve qualquer repasse da Prefeitura de Janaúba à Fundação Hospitalar de Janaúba no que tange à competência deste ano ao Hospital Regional, que é mantido por essa fundação.
São R$ 263 mil pendentes. “Desta forma fica difícil qualquer tipo de parceria com o município, haja visto que a Prefeitura de Janaúba estaria inviabilizando a atuação do Hospital Regional”, explicou o diretor Bruno Ataíde.
Essa dívida da Prefeitura de Janaúba com o Hospital Regional de R$ 263 mil é composta da seguinte forma: R$ 60 mil que seriam para o pagamento médico pediatra. Estão pendentes os repasses dos meses de janeiro, fevereiro, março e abril;
Outra pendência refere ao repasse de R$ 44 mil referente ao parcelamento de recurso do hospital retido pela Secretaria Municipal de Saúde, pendente a parcela de janeiro, que seria a última.
Compõe essa dívida da atual administração da Prefeitura de Janaúba com o Hospital Regional, conforme a cobrança feita ontem pela direção do regional, a quantia de R$ 159 mil que seria o repasse extrapolamento acordado na Promotoria de Justiça. Nesse caso, a prefeitura ainda não teria feito o repasse dos meses de fevereiro, março e abril.
No documento oficializado ao secretário municipal de Saúde e ao prefeito de Janaúba, o diretor geral do Hospital Regional menciona “caso não haja a quitação imediata dos referidos recursos, ou seja, conforme foi informado, de R$ 263 mil reais, caberá ao Hospital Regional ingressar ação judicial de cobrança para que se mantenha o serviço à população”.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA