COMUNIDADES DA DIOCESE DE JANAÚBA REPRESENTADAS NO 14º INTERECLESIAL DAS CEBs, NO PARANÁ: DESAFIOS DO MUNDO URBANO

LONDRINA/PARANÁ – Com o tema “CEBs e os desafios no mundo urbano” e o lema “Eu ouvi os clamores do meu povo e desci para libertá-los” (Ex 3,7), o 14º Intereclesial das CEBs ocorre em Londrina (PR) desde ontem, terça-feira, dia 23 de janeiro, e prossegue até sábado, 27, inclusive, com a participação de representantes das comunidades abrangidas pela Diocese de Janaúba.
Foto divulgação
José Cláudio, Cleonice, Padre Ademir e Gorete: missão da região de Janaúba no 14º Intereclesial das CEBs.
José Cláudio Freitas e Maria Gorete Carvalho, ambos de Janaúba, Cleonice, de Riacho dos Machados, e o Padre Ademir, que assumiu recentemente a paróquia de Serranópolis de Minas, oriundo de Jaíba, representam a região da Diocese janaubense no 14º Intereclesial das Comunidades Eclesiais de Base do Brasil (CEBs). reunindo representantes de todas as regiões do Brasil, de países da América e de outros lugares para celebrar a diversidade e a beleza de viver o Evangelho de Jesus de Nazaré. Nele também se objetiva a expressão da comunhão entre os fiéis e seus pastores.
Nesta quarta-feira, dia 24, houve explanação acerca dos desafios no mundo urbano quanto ao aspecto político, social e eclesial. A missão da região de Janaúba juntamente com representantes de CEBs se interagem e debatem temáticas relacionadas às mudanças no mundo do trabalho, ecumenismo e diálogo inter-religioso, a democratização e participação na política partidária.
Foto divulgação
Momento do 14º Intereclesial das CEBs que acontece em Londrina, no Paraná.
Os participantes ainda analisam os movimentos e organizações sociais e populares, o desafio das juventudes, ecologia e o cuidado ambiental, desafios de acesso e participação da cultura e lazer, o acesso e condições de moradia.
Outro tema focalizado refere aos desafios da mobilidade, seja no transporte ou locomoção. Direito a saúde e saneamento é outra abordagem, assim como a questão da violência e da segurança e sobre as novas tecnologias e direito a comunicação.
A cultura urbana vai muito além dos limites das cidades. Abrange cidade e campo, grandes e pequenos, centros e periferias, ocidente e oriente. Nada e ninguém escapa do contato, da influência do urbano.
Os Bispos do Brasil lembram que as “CEB’s são uma forma de vivência comunitária, de inserção na sociedade, de exercícios do profetismo e de compromisso com a transformação de realidade, sob a luz do Evangelho” (cf. Doc. 105, no 146). Tudo isso em sintonia com a paróquia local, a pastoral diocesana e em comunhão com os pastores.
Os espaços utilizados pelo Intereclesial foram denominados como Praças e cada uma delas nomeada com uma das árvores nativas do Brasil e, segundo o Padre Dirceu Fumagalli, coordenador das Equipes de Serviço do Intereclesial, “a praça é a centralidade do urbanismo, a centralidade do debate por isso nos reunimos na praça, debaixo das árvores que é lugar de encontro, lugar de falar de Deus, da caminhada e tomar decisões sobre o que vamos refletir.”. Referindo-se à Praça do Ipê (Praça da Bíblia), local onde foi realizada a Celebração de Abertura, ontem, afirmou que é “o lugar do encontro das pessoas e das comunidades, é a chegada, o abraço, a acolhida…”. (Fonte: com agências)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

GOVERNADOR ANUNCIOU NESTE SÁBADO A INCLUSÃO DO NORTE DE MINAS NA “ONDA ROXA”: AÇÃO CONTRA A COVID