LENÇOL FREÁTICO REDUZ MEIO METRO POR ANO NO NORTE DE MINAS

MONTES CLAROS (por Girleno Alencar) – O lençol freático do Norte de Minas está reduzindo meio metro por ano, em quadro grave e que poderá causar impacto ambiental muito grande em pouco tempo, conforme alerta da bióloga e pesquisadora Yule Roberta Ferreira Nunes, do Departamento de Biologia da Unimontes, durante o I Worshop de Botânica Aplicada, que foi realizada pela Unimontes e Instituto de Ciências Agrárias da UFMG.
Ela explicou que um grupo de 20 pesquisadores passou a estudar as causas da seca de nascentes na região do Vale do Peruaçu, em Januária e Bonito de Minas, quando os dados surpreenderam com essa constatação da queda acentuada das águas. Um dos fatores é a grande quantidade de poços perfurados, além da retirada desenfreada de água, sem qualquer controle.
A primeira pesquisa foi realizada pelo professor Walter Viana, do Sistema de Meio Ambiente de Minas Gerais, ao verificar a situação das veredas do Peruaçu. Ele constatou o recuo de 40 metros dessas veredas nos rios Pandeiros e Porto Cajueiro.
“Podemos constatar uma triste realidade: as chuvas que ocorreram estão até dentro do esperado. Porém, não acontece a recarga dessas nascentes e lençol freático, pois funciona como uma caixa d’água. A quantidade de água que sai é maior do que a que entra. Isso provoca esse desequilíbrio”, afirma a professora Yule Roberta. Por sinal, um aspecto observado é que o Cerrado está sendo substituído por outras espécies e acelera ainda mais o desequilíbrio ambiental do Norte de Minas.
O I Workshop Botânica Aplicada começou no dia 29 de novembro e terminou no sábado, 2 de dezembro, e teve como finalidade desenvolver estudos e pesquisas focadas na aplicação do conhecimento gerado dos conceitos básica da botânica, como anatomia, fisiologia, sistemática e genética. O foco foi o carbono neutro, visando colaborar para a redução nos efeitos das mudanças climáticas globais. Por isso, esse evento verde, com a neutralização das emissões geradas durante o evento. Para ser feita essa compensação, foi realizado o plantio de mudas, em especial de espécies arbóreas no campus da Unimontes. (Fonte: jornal Gazeta Norte Mineira)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA