PREFEITURA DE NOVA PORTEIRINHA IRÁ DOAR EQUIPAMENTOS PARA O POÇO ARTESIANO NO HOSPITAL REGIONAL, QUE ESTÁ COM QUASE R$ 1 MILHÃO DE DÍVIDA COM A COPASA

POÇO ARTESIANO ESTÁ PERFURADO HÁ ANOS E NÃO É UTILIZADO PORQUE EQUIPAMENTOS DOADOS, HÁ MESES, “NÃO CHEGARAM” AO HOSPITAL


DIANTE DESSA SITUAÇÃO, O PREFEITO DE NOVA PORTEIRINHA SE PRONTIFICOU A CEDER BOMBA E OUTROS EQUIPAMENTOS PARA QUE A CONTA DE ÁGUA DO HOSPITAL PELO MENOS TENHA REDUÇÃO


NOVA PORTEIRINHA (por Oliveira Júnior) – Compromisso assumido, compromisso cumprido. A Prefeitura de Nova Porteirinha fará a entrega de equipamentos para o bombeamento de água de poço artesiano perfurado há alguns anos em área do Hospital Regional de Janaúba. Esse material foi assegurado pelo prefeito Juracy Fagundes em recente reunião com a diretoria do hospital e com representante do Ministério Público.
Os equipamentos seriam entregues na última quinta-feira, dia 5, mas diante do episódio do incêndio na creche em Janaúba e do amplo atendimento às vítimas no hospital, o ato de doação do equipamento será nesta semana. Em reunião com os prefeitos da região da Serra Geral de Minas, no final de setembro, o promotor de Justiça Jorge Barreto, da Comarca de Janaúba, propôs o empenho dos gestores públicos em ação para minimizar a situação financeira dos dois hospitais de Janaúba.
Em meio à crise financeira, principalmente para a aquisição de medicamentos e materiais de uso constantemente e ainda o atraso no pagamento dos funcionários dos hospitais, veio à tona a falta de equipamentos para bombear água do poço artesiano perfurado no Hospital Regional, o qual está mergulhado numa dívida milionária justamente com o consumo de água.
Em relatório apresentado em junho passado, a direção do Hospital Regional informava que da dívida acumulada de pouco mais de R$ 10 milhões, em 2016, dessa unidade hospitalar, em torno de 10% era com a Copasa, empresa fornecedora de água. Quase R$ 1 milhão. O hospital encerrou o ano passado devendo R$ 788.419,82 à Copasa.
O poço artesiano foi perfurado com objetivo em reduzir o gasto com a Copasa, ressaltando que o hospital continuaria recebendo a água tratada da empresa. Mas, em princípio, haveria a economia financeira já que a utilização de água para o serviço de limpeza seria do poço artesiano.
Entretanto, essa ajuda ao Hospital Regional literalmente foi esquecida. Com isso, a conta para pagar foi aumentando. Isso porque para usar a água do poço artesiano, para o serviço de limpeza, seria necessária a instalação de uma bomba. Acontece que essa bomba não chegou ao hospital. Ciente da situação em minimizar a crise financeira do Hospital Regional, o prefeito de Nova Porteirinha, Juracy Fagundes, decidiu por doar a bomba e algo mais fosse preciso para a captação dessa água. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA

ASSASSINATO EM JANAÚBA: VÍTIMA MORREU AO SER ATINGIDA POR GOLPE DE FACA