FAMÍLIAS DAS VÍTIMAS E FUNCIONÁRIOS DOS HOSPITAIS SÃO HOMENAGEADOS NA MISSA DE 7º DIA DA TRAGÉDIA NA CRECHE DE JANAÚBA: PADRE MENCIONA A ESPERANÇA, A UNIÃO E A PAZ DURANTE A CELEBRAÇÃO

Fotos Oliveira Júnior
Nos balões, os nomes das 9 crianças e da professora, todas morreram.



Valdirene Santos, mãe do menino Mateus, sepultado ontem.


JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – “Não podemos fazer tudo por todos, mas sempre podemos fazer algo por alguém”. Esse é o dizer estampado na camisa de um grupo de voluntários formado por jovens que desde a quinta-feira, 5 de outubro, dia do incêndio na creche municipal, tem assistido familiares das vítimas e ainda auxiliado àqueles que prestavam socorro às vítimas. 

Esse grupo de jovens voluntários prestaram homenagens aos profissionais dos hospitais de Janaúba e voluntários, e ainda aos familiares das vítimas.
Esse gesto de reconhecimento e solidariedade foi na manhã desta quarta-feira, dia 11 de outubro, durante a celebração de eucaristia feita pelo Padre Carlos dos Anjos, Capelão e Reitor do Seminário da Diocese de Janaúba. 
A missa foi na porta do Hospital Regional e iniciou quase no horário do acontecimento trágico da última quinta-feira em que causou a morte de 11 pessoas e deixou aproximadamente 50 pessoas, a maioria crianças, feridas. Algumas das vítimas tiveram queimaduras em parte do corpo e outras foram hospitalizadas devido à inalação da fumaça proveniente da queima do forro de PVC na creche.
O padre Carlos dos Anjos conclamou a todos que procurem ter fé e viverem com tranquilidade. “Precisamos amar e perdoar com o intuito de gerar esperança”, disse o padre durante a celebração que tinha no altar improvisado a imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Crianças, jovens, adultos, idosos, funcionários do Hospital Regional e moradores, além de voluntários, assistiram a celebração que emocionou a todos. As lágrimas não puderam ser contidas, principalmente no momento em que os profissionais do Hospital Regional que prestaram assistência às vítimas apresentaram balões com os nomes das vítimas que faleceram. 
Esses balões com o nome da professora e das nove crianças, em cada balão, foram soltos. Momento de choro e aplausos.
Outro momento emocionante foi quando os voluntários do grupo de jovens entregaram uma flor para os parentes das vítimas e para os funcionários do hospital. Valdirene Santos fez um pronunciamento emocionante sobre o seu filho Mateus Felipe Rocha Santos, 5 anos, que morreu e foi sepultado ontem, dia 10, sendo a nona criança a perder a vida. 
Valdirene pediu a todos que não guardem rancor, mas sim, rezem pelas famílias das vítimas falecidas, orem pela recuperação dos que estão enfermos e ajudem as outras vítimas que sobreviveram, mas que precisarão do apoio para superarem essa situação.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA