COM A REDUÇÃO E ATÉ CORTE DO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE, FUNCIONÁRIOS DO HOSPITAL REGIONAL DE JANAÚBA REIVINDICAM A RECOMPOSIÇÃO SALARIAL

Diretoria do hospital alega que está adequando o adicional de insalubridade, pois o mesmo era concedido para setores não acobertados por lei


JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – Os funcionários do Hospital Regional de Janaúba estão, literalmente, pedindo por socorro. Em princípio é até estranho, já que é o hospital quem socorre alguém. Pois, lá funciona o pronto-socorro. No entanto, desta vez quem pede por ajuda são os funcionários desse que é o maior e mais movimentado hospital da região da Serra Geral, no Norte de Minas.
Foto Oliveira Júnior
Funcionários e direção do Hospital Regional de Janaúba tentam o entendimento com relação à questão salarial e condições de trabalho.
Os servidores estão apreensivos e indignados diante da decisão da diretoria em reduzir e até cortar direitos assegurados aos trabalhadores, segundo alegam os funcionários. A diretoria, no entanto, alega que a medida tem como caráter adequar os procedimentos perante a legislação. É o caso do adicional de insalubridade.
Diante desse impasse, o site do jornalista Oliveira Júnior questionou a direção do hospital, ontem, terça-feira, dia 9 de maio, sobre a divergência com a equipe funcional. A direção teria marcado com este site uma reunião na manhã desta quarta-feira, dia 10, ocasião em que esclareceu a situação. 
Foto internet
Aspecto da reunião dos funcionários com a direção do Hospital Regional de Janaúba e com a equipe de segurança do trabalho nesta quarta-feira, dia 10 de maio.
O site também conversou com representantes dos funcionários, inclusive com o pessoal do Sind-Saúde, entidade sindical que defende os trabalhadores da área de saúde. Avilmar Augusto Pereira, do Sind-Saúde, disse que reuniria com os funcionários e com a direção com o intuito de buscar o entendimento e também apresentar demanda por melhorias salariais e condições de trabalho. A categoria alega defasagem salarial e, com isso, percebe o mais baixo salário da região. Outra reivindicação é de que seja outorgado à representação dos funcionários realizarem uma perícia sobre o grau de risco em cada setor do hospital.
A direção do Hospital Regional informou que havia detectado um erro quanto ao adicional de insalubridade o qual teria sido concedido a partir de agosto de 2013. A atual direção explica que funcionários do setor administrativo eram contemplados com o adicional de insalubridade de 10% sobre o salário mínimo, apesar de, ainda na avaliação da direção, os mesmos não tinham contato com área de risco.
Com base em laudo técnico feito pelo engenheiro de segurança no trabalho Alfredo Soares, contratado via licitação, a diretoria informa que em alguns setores a concessão do adicional de insalubridade poderá ser reduzida de 40% para 20%, em outros deverão permanecer os 40% sobre o salário mínimo. A medida passará a vigorar na folha de maio, a ser quitada em junho.
O Hospital Regional de Janaúba possui 283 funcionários e tem uma folha salarial que gira em torno de R$ 400 mil mensais. Indagado pelo site do jornalista Oliveira Júnior sobre o impacto do adicional de insalubridade na folha salarial, o diretor geral do Hospital Regional, Bruno Atayde, não soube informar. Ele disse que a provável economia com essa adequação (para os funcionários, corte) será aplicada na aquisição de medicamentos.
Cálculos preliminares apontados por este site indicam que a “economia” dessa adequação ou corte deve ser em torno de R$ 60 mil por mês. Sem considerar a importância da compra de medicamentos, o site do jornalista Oliveira Júnior sugeriu que a sobra de dinheiro após a adequação ou corte do adicional de insalubridade seja investida numa espécie de gratificação aos funcionários como forma de motivação na atividade profissional.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA