PROJETO DO DEPUTADO JOÃO VÍTOR XAVIER PROPÕE O TELETRABALHO

Foto Ascom/JVX

Deputado estadual João Vítor Xavier na Assembléia Legislativa de Minas Gerais.


Tramita na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o projeto de lei (PL) 1.802/2015, de autoria do deputado João Vítor Xavier, que apoia o teletrabalho em Minas Gerais. O projeto, que está aguardando parecer na comissão de Constituição e Justiça, prevê que os trabalhadores possam exercer suas funções, em sua totalidade ou em parte, em sua própria casa, o que caracteriza o Home Office.
Segundo o deputado, o Home Office pode auxiliar todas as partes envolvidas no mercado de trabalho. O profissional será beneficiado, pois com a comodidade de sua casa, a aproximação com a família, a alimentação mais adequada, entre outros fatores, farão com que sua condição física e mental seja mais equilibrada. Por outro lado, o empregador terá, por parte do seu colaborador, mais empenho e maior concentração, podendo ainda inserir mais pessoas deficientes no mercado, pois diminuirá os investimentos em estrutura para adequar a empresa para receber esses colaboradores.
O deputado João Vítor Xavier afirma ainda que o Estado também será favorecido, uma vez que com a melhora do bem-estar destes profissionais, haverá uma diminuição de medicação e tratamentos médicos e, assim, o governo poderá investir esse dinheiro em outras áreas como educação e segurança.
“A experiência acumulada pelo setor privado, em que mais de 11 milhões de pessoas no país já trabalham a distância – teletrabalho, home office – revela a validade desse modelo, notadamente pela sua flexibilidade de horários e aumento da produtividade, além de um ganho substancial em qualidade de vida”, enfatizou o parlamentar.
Avanço nas empresas
Para muitas empresas, as políticas de home office tornaram-se uma opção bem cotada. Além de gerar economia em estrutura, a medida também beneficia os funcionários, que perdem menos tempo nos deslocamentos casa-trabalho, e o meio ambiente, com a redução das emissões a partir da não realização desses deslocamentos. A flexibilização da carga horária é um dos fatores que impulsiona esse movimento, e as empresas percebem o aumento na produtividade ao oferecer um ambiente de trabalho mais flexível aos funcionários.
A edição de 2016 da pesquisa Home Office Brasil dá indícios desse novo comportamento corporativo. Feita com 325 empresas de diferentes segmentos e portes, de diversas regiões do país, mostra um aumento de 50% no número de empresas que estão implantando a prática, 15% de aumento no número de empresas que estão estudando a implantação e 28% de aumento na formalização da medida. O estudo foi conduzido pela SAP Consultoria e teve o apoio institucional da SOBRATT – Sociedade Brasileira de Teletrabalho e Teleatividades. (Fonte: Ascom/JVX)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA

ASSASSINATO EM JANAÚBA: VÍTIMA MORREU AO SER ATINGIDA POR GOLPE DE FACA