JOSÉ APARECIDO, DA ASPRONORTE E DO SINDICATO RURAL DE JANAÚBA, COBRA DO GOVERNO A INCLUSÃO DE PRODUTORES MINEIROS NA PRORROGAÇÃO E RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDA RURAL

Líder de mais de 80 mil produtores do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha, José Aparecido entrega reivindicação na Câmara dos Deputados

Ainda hoje ele reunirá com o Ministro da Integração Nacional e com a presidente da Codevasf: pequenas barragens no Norte de Minas e  Jequitinhonha e a tubulação no Projeto Gorutuba
Foto divulgação
José Aparecido Mendes entrega ao vice-presidente da Câmara dos Deputados, deputado Fábio Ramalho, as reivindicações do Norte de Minas, sendo observado pelo presidente da Amams, José Reis, e pelo secretário executivo da Amams, Ronaldo Mota Dias.
JANAÚBA (por Oliveira Júnior) – O presidente do Sindicato Rural de Janaúba, José Aparecido Mendes, que também é presidente da Associação dos Sindicatos Rurais do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha (Aspronorte) reunirá na tarde desta terça-feira, dia 11 de março, com o Ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho, e com a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, às 19h. Os encontros serão em Brasília-DF.
Representando quase 83 mil produtores rurais de 78 municípios de 43 sindicatos rurais, José Aparecido Mendes seguiu ontem, segunda-feira, dia 10, para a capital federal com o intuito de sensibilizar o governo federal, através de resolução do Banco Central do Brasil, a incluir os produtores do semiárido de Minas Gerais com os mesmos benefícios de prorrogação e renegociação das dívidas rurais já destinados aos estados do Nordeste brasileiro, que também fazem parte da área da Sudene.
De acordo com José Aparecido, ao contemplar os produtores do Norte de Minas e do Jequitinhonha com a prorrogação e renegociação das dívidas rurais estendida para as operações efetuadas até dezembro de 2016, fará com que, em curto prazo, seja evitado que os produtores rurais mineiros fiquem inadimplentes, pois os últimos cinco anos têm registrado a pior situação da crise hídrica que se arrasta e destrói a produção agrícola destas regiões.
Foto divulgação
Vice-presidente da Câmara Federal, deputado Fábio Ramalho, ouve de José Aparecido Mendes, de Janaúba, relato sobre o drama da seca no Norte de Minas e a necessidade de atenção aos produtores rurais.
O presidente da Aspronorte e do Sindicato Rural de Janaúba faz parte de uma comitiva de lideranças regionais que estão em Brasília reivindicando que sejam incluídas as demais fontes de financiamento de crédito rural de todas as instituições bancárias e não apenas dos fundos constitucionais.
NA CÂMARA FEDERAL
Na manhã de hoje, terça-feira, dia 11, José Aparecido Mendes, o presidente da Associação dos Municípios da Área Mineira da Sudene (Amams), José Reis, que é prefeito de Bonito de Minas, e outras lideranças, estiveram na Câmara Federal, onde mantiveram contatos com deputados.
Na visita ao Congresso Nacional, o presidente da Aspronorte, José Aparecido, entregou ao deputado federal Fábio Ramalho, vice-presidente da Câmara federal, o documento no qual solicita a aprovação de resolução pelo Banco Central do Brasil de prorrogação das dívidas rurais dos produtores do Norte de Minas e do Vale do Jequitinhonha. Liderança de Malacacheta, no Vale do Jequitinhonha, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Fábio Ramalho, disse que irá se empenhar em fazer gestão aos pedidos repassados por José Aparecido, de quem é amigo há mais de 20 anos.
BARRAMENTOS E GORUTUBA
Na estada na capital brasileira, às 17h30 desta terça-feira, o presidente do Sindicato Rural de Janaúba, José Aparecido Mendes, terá audiência com o Ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, ocasião em que apresentará as necessidades da região. E às 19h de hoje o presidente do Sindicato Rural terá audiência com a presidente da Codevasf, Kênia Marcelino, na capital federal.
O líder janaubense mostrará ao ministro a importância de se implantar no Norte de Minas e no Vale do Jequitinhonha barramentos nos rios. Segundo José Aparecido, com essas pequenas barragens poderão ser dinamizadas ações na agricultura regional. Na oportunidade, também será solicitado o comprometimento do Ministério da Integração Nacional, por intermédio da Codevasf, quanto ao reinício da obra de tubulação no Projeto Gorutuba, no município de Nova Porteirinha, e no Projeto Lagoa Grande, município de Janaúba, já que a autorização pela retomada da obra foi dada no final de janeiro e até hoje não houve avanço e o cenário é crítico, pois a irrigação nesses dois projetos poderá ser cancelada em menos de dois meses.
PRODUTORES TÊM PERDA DE 80%
No documento entregue na Câmara dos Deputados e cópia a ser repassada ao Ministério da Integração Nacional, o presidente da Aspronorte e do Sindicato Rural de Janaúba, José Aparecido Mendes, explica a grave situação da agropecuária do Norte de Minas. Segundo ele, os produtores acumulam perdas de 80%.
"É absurda a quantidade de produtores rurais, desta região, que está com a sua atividade produtiva inviabilizada no semiárido mineiro, área de abrangência da Sudene, gerando prejuízos no campo, falta de alimentos e, principalmente, gerando desemprego", citou o dirigente ao acrescentar que isso, infelizmente, contribui com o aumento assustador da violência e dos índices de criminalidade.
Levantamento da Emater-MG, em 2016, aponta perda de 80% nas pastagens, 73% na cultura de milho e perda aproximada de 73% nas plantações de sorgo nos municípios norte-mineiros. No período de 2012 a 2016 o rebanho dessa região foi reduzido em 1.300.000 bovinos, correspondente a 61% no rebanho e redução de 65% na produção de carne e leite.
Os dados da safra 2016/2017 ainda não foram concluídos pela Emater-MG, mas o cenário é de perdas maiores diante na piora na distribuição da precipitação pluviométrica nesta região.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POSSÍVEL IMAGEM DE NOSSA SENHORA NA SERRA ATRAI CENTENAS DE PESSOAS TODOS OS DIAS À VERDELÂNDIA

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA