DIMAS RODRIGUES, DE VENDEDOR DE ROUPAS NO MERCADO A SUPER DA CODEVASF

FATOS E PAUTAS

* Oliveira Júnior (e-mail oliveirajunior2@bol.com.br)

Foto Ascom/Codevasf

Aldimar Rodrigues, de vendedor de roupas no mercado a super da Codevasf.

SUPER DA CODEVASF

O empresário e agropecuarista Aldimar Dimas Rodrigues (PMDB) tomou posse no comando da 1ª Superintendência Regional da Codevasf em Minas Gerais, na segunda-feira, dia 17, em Brasília-DF. Ele substitui o superintendente adjunto João Evangelista Bueno, que estava na função há um mês em substituição a Anderson Chaves de Vasconcelos (PMDB), que afastou do cargo para se candidatar a deputado estadual. Desde o primeiro mandato do presidente Lula, Anderson ocupava o cargo por indicação do deputado federal Fernando Diniz (PMDB), majoritário no Norte de Minas e falecido em julho do ano passado. Dimas também fazia parte do grupo de Diniz, apesar de que na eleição de 2006 ele ter apoiado o deputado federal Saraiva Felipe (PMDB), hoje majoritário em Janaúba, pós morte de Diniz.

DIMAS, DE BALCONISTA A SUPER

Natural de Serranópolis de Minas, antigo distrito de Porteirinha, Dimas Rodrigues tem 60 anos e se notabilizou politicamente em Janaúba, onde foi prefeito no período de 1989 a 93. Vendedor de roupas no antigo mercado municipal, Dimas teve uma rápida ascensão comercialmente diante da facilidade de persuadir os clientes. O jeito simples e companheiro de lidar com o público fez com que Dimas tornasse uma pessoa carismática. De balconista ele mudou-se para empresário do ramo de móveis e a partir daí foi obtendo novas conquistas. Fazendeiro, prefeito, deputado estadual e, agora, superintendente da Codevasf.

VIVO POLITICAMENTE

A indicação de Dimas Rodrigues à superintendência da Codevasf tem aval do deputado Saraiva Felipe e do prefeito de Montes Claros, Luiz Tadeu Leite, de quem o gorutubano foi colega na Assembléia Legislativa. Um detalhe: a retomada de liderança de Dimas se assemelha à de Tadeu. Ambos não conseguiram renovar o mandato de deputado estadual em 2002. Diziam que estariam “mortos” politicamente. Tadeu candidatou a prefeito em 2004, na condição de azarão, e de surpresa foi para o 2º turno. Dois anos mais tarde eleito deputado estadual, e dois anos depois voltou a ser prefeito de Montes Claros. Depois de 2002, Dimas ficou fora das eleições por seis anos, pois apoiou o irmão Francisco Rodrigues Filho a prefeito de Janaúba – não sendo sucedido. Em 2008, Dimas concorreu à Prefeitura de Janaúba com apoio de poucas lideranças. Obteveu 9 mil votos e, mesmo sendo terceiro colocado, foi considerado pelos analistas políticos como um vitorioso. Agora torna se representante de um dos mais importantes órgãos do Governo Lula em Minas. Dimas é apontado como prefeitável de Janaúba em 2012. Tudo começou em 1988 quando ele derrotou Edilson Brandão Guimarães, pai da deputada Elbe Brandão. Dimas foi prefeito de Janaúba no período de 1989 a 93 e deputado estadual por dois mandatos consecutivos, de 1995 a 2002.

IRMÃOS NA POLÍTICA

A influência política na família Rodrigues não é somente através de Dimas. Ele iniciou a situação ao ser eleito prefeito 21 anos atrás. De lá para cá já emplacou o irmão Francisco Rodrigues Filho na condição de vice-prefeito de Janaúba (1997 a 2000). Mas, em 2008, Dimas candidatou-se a prefeito e o irmão Francisco (DEM) foi vice na chapa do PSDB, facção arqui-rival de Dimas, sendo também derrotado. Lauri Moreira Santos, irmã de Dimas, foi prefeita de Serranópolis de Minas; e Maria das Dores Santos, também irmã de Dimas, vereadora em Nova Porteirinha.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

SISTEMA DE SAÚDE VERIFICA CASO SUSPEITO DE CORONAVÍRUS EM JANAÚBA