COMUNICAÇÃO

DEFESA PELO DIPLOMA, PELA QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL


Democracia e liberdade, de escolha. Para atuar no Jornalismo não precisa de diploma (segundo o STF). É livre a escolha pela qualificação. Considerando o espírito democrático, tudo bem. Mas, indago: um professor que tenha amplo conhecimento em diversas àreas e disciplinas (Matemática, Português, Ciências, História, Geografia, Artística, Física, Química, Biologia, e outras) precisaria matricular o filho (a) numa escola pública ou particular, se ele bem poderia transmitir o ensinamento ao filho (a)?
Pelo sistema em vigência, a resposta é NÃO.
Portanto, hoje em quase todas as cidades brasileiras há uma faculdade com curso presencial, semi-presencial e à distância, e as faculdades de Comunicação Social/Jornalismo aumentaram, o ideal é incentivar as pessoas a estudarem.
Defendo o Diploma de Jornalista como forma de que o próprio profissional ou este incentivado pelas empresas onde atuam se qualifique.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COLISÃO FATAL ENTRE ÔNIBUS E CAMINHÃO NA BR-122, EM JANAÚBA: UMA PESSOA MORRE POR TRAUMATISMO CRANIOENCEFÁLICO

ACIDENTE NA MG-401, PERTO DE JANAÚBA; UMA PESSOA MORREU E OUTRA FICOU FERIDA: CAMINHÃO TOMBOU

TENTATIVA DE ASSASSINATO NA CIDADE DE JANAÚBA NESTA SEXTA-FEIRA